Vale ou não a pena - Sharivan The Next Generation


Em 2012, os fãs das antigas foram surpreendidos com uma continuação/reboot do primeiro metal hero, o Gavan, e mais, seus sucessores, Sharivan e Shaider, também apareceriam no filme. Claro que isso indicava a produção de longas baseados neles, e isso aconteceu 2 anos depois, em formato de V-Cinema, que são filmes que saem direto para vídeo. Eu assisti Sharivan: The Next Generation e fiquei surpreendido com a produção. Aqui está a minha lista de vale ou não a pena.


1 - Positivo: Fanservice (2,5)


Assim como o filme do Gavan, o filme não é um Reboot, e sim, uma continuação direta da série original. Sendo assim, o que não falta são coisas para o agrado dos fãs, como a aparição de Hiroshi Watari, como o Sharivan original, e a música clássica de abertura, novamente cantada pelo Akira Kushida

2 - Positivo: Uma trama mais madura (2,5)


Todos nós sabemos que tokusatsus são produções voltadas, geralmente, ao público infantil, salvo algumas exceções, como esse filme. Não só ele é uma mistura de filme de investigação com máfia, como nós temos um certo grau de violência. Sem contar que a conclusão não é tão preguiçosa como alguns filmes de super-heróis japoneses.

3 - Positivo: Efeitos especiais (2,5)


Esse tópico da crítica não é bem meu, mas concordo que filmes de tokusatsu tem efeitos especiais melhores que as séries. Tanto na transformação, quanto no sangue usado e nos Lasers das batalhas são perceptíveis o avanço.

4 - Positivo: Zoação com clichês (2,5)


Para quem não sabe, ou não lembra, os Space Sheriff tinham uma narração durante a transformação, que explicava como a armadura se materializava. Isso foi mostrado com Sharivan, mas durante a transformação do amigo dele, ele diz que ninguém quer saber de como isso funciona, mostrando o quão repetitivo são essas narrações. Genial.

Vale a pena (10/10)


"Ah Ricardo, você é muito Fanboy por dar a nota máxima a um filme de tokusatsu". Talvez, mas Sharivan: The Next Generation é um filme curto, objetivo e eu não achei coisas que me desagradaram. Gostei do Fanservice, o fato de ser um pouco curto é bom porque diminui enrolação, e eu não mudaria nada. Então, creio que esse é o primeiro filme a receber a nota máxima.

Comentários