Vamos falar sobre X-Men Deus Ama o Homem Mata






Durante a historia, muitas guerras foram travadas em nome de Deus. As Cruzadas, na idade média, a inquisição e Segunda Guerra mundial, sendo esta ultima não necessariamente entre religiões, porém muitos grupo religiosos e étnicos sofreram na mão dos nazistas durante esse período. Hoje em dia, ainda existem conflitos onde um grupo quer se sobressair sobre o outro por causa de sua raça ou crença. Muitos chegam a pensar: Será que Deus é acessível a todos ou não está ao lado de certo grupo?

A excelente série dos X-men conhecida como "Deus ama, o homem mata" nos faz pensar sobre todos essas questões levantadas nesses conflitos...




Lançado originalmente em 1982, a minissérie foi a principal inspiração do filme  "X-Men 2 ", apesar da historia ser muito diferente em cada mídia. Na Trama, Depois da suposta morte do Professor Xavier, Ciclope e Tempestade, Magneto se une aos X-Men para combater a cruzada Stryker, uma seita religiosa que tem como objetivo disseminar ódio aos mutantes e exterminá-los da face da terra.

Entre as diferenças, temos o fato de Kitty Pride e Colossus só terem feito aparições rápidas no longa, enquanto nos quadrinhos, os dois estão tem participações frequentes nessa série. Stryker que nos cinemas foi mostrado como um coronel que é responsável pelo passado do Wolverine e tem um filho mutante, nessa Graphic Novel ele é um ex militar que matou seu filho ainda recém-nascido por ser um mutante e depois se tornou um pastor anti-mutante.Magneto, é completamente diferente, sendo mais aprofundado que no filme, podendo ser comparado mais a um anti-herói do que um vilão. Porém pode-se perceber semelhanças, como Xavier ser capturado para matar mutantes telepaticamente.

Ao contrario do filme, aqui a historia se desenrola como um drama político, onde o  roteirista deixa bem claro como é o preconceito na visão daqueles que o sofrem, além de mostrar até onde pode chegar a ignorância humana e como a insegurança, o medo e a desilusão pode corromper ou até mesmo cegar um homem. 

Escrito por Chris Claremont, Deus ama, o homem mata é uma das melhores sagas dos filhos do átomo e pode ser encontrada nas bancas relançadas pela Panini.

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...