Vamos falar sobre Superman - O Homem de Aço




Hoje em dia, os heróis mais queridos são aqueles mais hardcore, como: Hulk, Deadpool, Wolverine, Lobo, etc. Não que esses personagens sejam ruins (exceto Deadpool , eu não gosto dele), mas quando se ouve a palavra super-herói, a figura que vem na cabeça não é uma pessoa forte, de capa ao vento? (Não MENTE NÃO). Essa figura consagrou o gênero e hoje não existiria tantos heróis se não fosse por ele. Agora vou falar de uma obra relacionada ao mito, a Graphic Novel: Superman - O Homem de Aço.

Esse compilado traz a minissérie escrita por John Byrne, um roteirista e desenhista que ficou responsável pela repaginação do Superman em sua fase pós crise. Sua abordagem trazia o "escoteiro" de um jeito moderno e novamente como o ultimo de sua espécie (sendo que antes havia Krypto e Supergirl), além de ser uma figura muito mais vulnerável do que antes, tudo com a intenção de deixá-lo mais próximo do público. Com valores mais humanistas, adquiridos com seus pais adotivos, Clark deixou de ser o Alter ego para se tornar a identidade real do personagem. Outros também haviam sido repaginados, como o vilão Lex Luthor, que deixou de ser um cientista louco para se tornar um homem de negócios com complexo de superioridade, que aliás, é muito parecido com o ator Gene Hackman dos filmes do Reeve .

Vamos falar da revista

Lois mostrando que é mais macho que o Clark


Abordando as edições de 1-6 de "Man of Steel" de 1986, a Graphic Novel reconta a jornada do maior herói de todos os tempos. Tudo começa em Krypton, onde um cientista decide enviar seu filho para um planeta distante, para salvá-lo do terrível destino daquele mundo. O bebê vaga até o seu destino, onde é encontrado por um casal de fazendeiros que o adotam como seu próprio filho. No colegial, o garoto se destaca como o melhor jogador do colégio, mas na mesma época, seu pai adotivo revela a origem dele, que decide usar suas habilidades para ajudar as pessoas, saindo de Smallville e viajando o mundo. A partir daí, se inicia os primeiros anos da carreira do homem de aço, desde a criação do símbolo, o confronto com seu arquinimigo Lex Luthor, o encontro com o Batman, até o contato com seus antepassados em sua jornada de autoconhecimento.

Renasce uma lenda


Superman não é o herói mais querido da geração atual, eu mesmo não sou MUITO fã por achá-lo "básico" demais. Mas essa HQ mudou minha visão. O último filho de Krypton não é básico, e sim, aquele "bom exemplo em um mundo cafajeste". Quando a história é recontada de um ponto de vista mais "humano", você fica a par dos ideais do personagem e consegue se identificar mais com ele, porque isso é ser um herói de verdade: Um símbolo de esperança e inspiração para os mais fracos. Fazendo um adendo, os filmes dele são bem fiéis as HQs, só que com menos profundidade.

Em suma, "Superman - O Homem de Aço", traz um herói mais moderno (para a época) e mais humano. Quem quiser conhecer melhor o personagem, essa é a oportunidade de saber porque ele é o maior herói de todos.

Eu gostaria de deixar uma reflexão: "Seja um Superman em mundo cheio de Deadpools".

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...